Qual a diferença entre conta corrente e conta salário?

Ter uma conta bancária no próprio nome é indispensável, não é mesmo? Contudo, na hora que chegamos ao banco, é normal o atendente perguntar: “conta corrente ou conta salário”?

Para responder a essa pergunta e contratar o serviço que melhor atende às suas necessidades, é preciso entender as diferenças. Por isso, neste artigo explicamos em detalhes o que você deve saber sobre cada opção e se é melhor escolher conta corrente ou conta salário.

Acompanhe!

O que é conta salário?

Como o próprio nome indica, a conta salário é destinada ao recebimento de salários e outros benefícios, como pensões, aposentadorias, 13º, férias, participação nos lucros e abonos. Assim, são permitidos apenas depósitos feitos pelo empregador ou entidade responsável pelo pagamento dos valores, o que limita bastante seu uso.

O dinheiro depositado pode ser sacado em caixas eletrônicos por meio de cartão magnético, em caixas internos ou transferido para conta de outros bancos do mesmo titular, sem que seja necessário pagar taxas por isso.

Não há a possibilidade de fazer pagamentos com cheques, cartões de débito ou crédito, realizar aplicações financeiras e nem contar com limites de cheque especial. Apenas um titular é admitido e a conta só pode ser encerrada pelo empregador ou entidade.

A grande vantagem da conta salário é a ausência de tarifas, se não forem extrapolados os serviços do pacote básico. Ele normalmente dá direito a 5 saques, 2 consultas de saldo, 2 consultas de extrato e a primeira via do cartão magnético. Ao ultrapassar esse limite, tarifas são cobradas.

O que é conta corrente?

Uma conta corrente permite uma gama maior de usos: saques, transferências entre contas de titulares diferentes, depósitos, aplicações financeiras, compras com cartão de débito, crédito e cheques e limites no cheque especial

A titularidade pode ser dividida com outra pessoa, o que é bom para casados ou para aqueles que queiram abrir uma conta para filhos menores de idade. O encerramento pode ser feito pelo titular. 

Porém, essa ampla variedade tem um custo, que pode ser alto. Em geral, os bancos cobram uma taxa mensal, que cobre uma série de serviços, como saques, transferências e emissão de talões de cheque. Quando o limite estabelecido é superado, cobranças adicionais são feitas.

Além disso, alguns recursos (como cartão de crédito ou o cheque especial) só são disponibilizados após uma análise de crédito. Assim, que tem o nome sujo não consegue usufruir desses serviços ou mesmo abrir uma conta corrente.

Como escolher entre conta corrente e conta salário?

A escolha deve se basear nas suas necessidades. Visando a economia com tarifas, deve optar pela conta salário quem costuma pagar tudo em dinheiro, não precisa de serviços como cartões de crédito, cheques ou linhas de crédito e pretende apenas receber seus vencimentos.

Por outro lado, quem quer contar com mais liberdade, precisa dos serviços bancários mencionados e está disposto a gastar um pouquinho mais, encontra na conta corrente uma opção mais apropriada.

Viu só? Não é tão difícil entender as diferenças entre conta corrente e conta salário. Agora, é só analisar as opções oferecidas pelo mercado e aproveitar os serviços oferecidos.

Essa é uma dúvida comum entre seus amigos? Então ajude-os compartilhando este post nas suas redes sociais!

Você também pode gostar…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *